Blog / Urologia

Incontinência Urinária: Diagnóstico e Tratamento

18/02/2020

19:00:00

Por: Dr. Marcelo Justo - CRM/RS 24.643

Especialista em Urologia

 

A incontinência urinária é um problema muito comum, que acomete homens e mulheres. No entanto, prevalece em pacientes do sexo feminino. A grande incidência deste problema não quer dizer que é uma condição normal de saúde. A incontinência urinária, que se caracteriza pela perda involuntária de urina, pode e deve ser tratada. Na maioria das vezes, este problema está relacionado somente a questões relacionadas à idade e estrutura da uretra e órgãos do sistema urinário, sem indicar maior gravidade. No entanto, a incontinência também pode estar relacionada a outros problemas de saúde, por isso precisa sempre ter sua causa identificada.

 

A Incontinência urinária pode ser de 4 tipos diferentes:

 

Incontinência urinária de esforço: Ocorre a perda involuntária de urina na realização de esforços como tossir, espirrar, saltar ou erguer coisas pesadas. Geralmente ocorre quando há debilitação dos músculos pélvicos, ocasionados por partos ou cirurgias pélvicas. É pouco comum nos homens.

Incontinência de urgência: É a perda involuntária de urina acompanhada de uma sensação forte e urgente de eliminar, não permitindo chegar ao banheiro a tempo. A frequência urinária aumenta e a eliminação geralmente é em pequenas quantidades.

Incontinência urinária mista: É a combinação da incontinência urinária de esforço e a incontinência de urgência, que se apresenta com escape de urina ao tossir, rir etc., além de um aumento na frequência urinária e na urgência.

Incontinência por transbordamento: Está relacionada com um transtorno na fase de evacuação da bexiga, onde ocorre uma acumulação de grandes volumes de urina, ocasionando aumento da pressão sobre o colo da bexiga, que acaba por vencer a resistência da uretra, gerando gotejos de urina.

 

Como é feito o tratamento?

 

Na consulta médica, o urologista irá realizar a avaliação clínica e exames físicos para verificar as causas da incontinência. Sempre que houver prejuízo da qualidade de vida do paciente, o tratamento é indicado, mesmo que a incontinência em si não seja provocada por problemas mais graves.

 

Tanto para homens como para mulheres, o tratamento pode contemplar o uso de medicamentos, mudanças no estilo de vida (controle de peso e exercícios de fortalecimento da região pélvica podem ser eficazes) ou a cirurgia, que na grande maioria das vezes são minimamente invasivas, de baixo risco e rápida recuperação.

 

O urologista é o especialista capacitado para diagnosticar e tratar problemas de incontinência urinária em homens e mulheres. A decisão sobre o tratamento a ser realizado é feita conforme cada caso, e deve ser avaliada na consulta médica.

 

Dr. Marcelo Justo

CRM/RS 24.643
Especialista em Cirurgia Geral (RQE 16.858), e em Urologia (RQE 17.108). Telefone: (54) 3324-1358

Informações

  Dr. Marcelo Justo - CRM/RS 24.643

Fotos do Post