Blog / Geral

Coronavírus no Brasil: o que fazer?

29/02/2020

08:00:00

Boa parte do espaço nos noticiários das últimas semanas está sendo dedicada a trazer informações sobre o surto de contágio pelo coronavírus na China, que tem se espalhado por outros países do mundo. No dia 26 de fevereiro, foi comprovado o primeiro caso da doença no Brasil. Este caso, somado à proximidade do outono e inverno no Sul do País, coloca todos os serviços de saúde em alerta para evitar um possível surto da doença no Brasil.

 

O que é o Coronavírus:

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China. Provoca a doença chamada de coronavírus (COVID-19)  também chamado de “novo coronavírus”.

Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus.

 

Sintomas:

O novo coronavírus (COVID-19) tem sintomas muito parecidos com a gripe comum, como febre acompanhada de tosse, e dificuldade para respirar. A gravidade dos sintomas varia conforme a reação de cada pessoa com o vírus: assim como nas gripes comuns, crianças, idosos e pessoas com a saúde debilitada são mais propícias às complicações como infecções respiratórias graves.

 

Prevenção:

As medidas de prevenção do Coronavírus, também valem para outras gripes e doenças infecciosas. O ideal é que estas medidas sejam hábitos de saúde constante para as pessoas. Confira:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, lavando bem entre os dedos, o pulso, enfim toda a área da mão. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Alerta: 

Por se tratar de uma questão de saúde pública, todos os médicos estão atentos para a identificação de sintomas que possam estar relacionados a uma possível infecção pelo coronavírus. É muito importante estar atento para as “fake news” que surgem com informações chamativas e alarmantes, com o objetivo de causar pânico na população, bem como, informações sobre chás, remédios e técnicas que alegam curar a doença. Para evitar a disseminação de notícias falsas, o Ministério da Saúde possui uma página de “Fake News” onde são esclarecidos alguns dos boatos que surgem na internet sobre a doença.

Em caso de dúvidas, sintomas ou para mais orientações, consulte seu médico(a), que lhe trará informações seguras e confiáveis.

 

 

Fotos do Post